Os benefícios das frutas também estão disponíveis em máscaras de beleza 100% naturais! Descubra algumas receitas de máscaras de frutas para fazer de acordo com o seu tipo de pele.

Como sabemos, os cosméticos comprados comercialmente às vezes contêm substâncias preocupantes. Mas os produtos naturais podem ser tão eficaz e pele muito mais saudável como produtos industriais.

Então, para seus tratamentos faciais , pense em máscaras de frutas! Os grãos, a polpa e as fibras contidas nas frutas são ingredientes perfeitos para fazer uma máscara. Cada fruta tem vitaminas e nutrientes específicos: você pode adaptar a receita de acordo com o seu tipo de pele. Descubra seis receitas de máscaras de frutas , fáceis de fazer sozinho. Escolha frutas orgânicas para maximizar os efeitos benéficos das frutas.

Uma máscara com frutas orgânicas: 100% natural

Por que frutas orgânicas? Porque você terá certeza de seus benefícios para a sua pele . De fato, você não encontrará resíduos de pesticidas ou fertilizantes químicos. Além disso, frutas orgânicas são mais ricas em antioxidantes , o que ajuda a combater o envelhecimento celular.

Mesmo que as frutas orgânicas sejam um pouco mais caras para comprar, fazer sua própria máscara de frutas economiza dinheiro em comparação com os produtos vendidos nas lojas. Além disso, receitas caseiras adicionam um lado lúdico e gourmet ao tratamento cosmético . Você faz uma máscara de morango  ? Nada impede que você faça um smoothie com os morangos restantes para aumentar a beleza e o prazer!

Como escolher frutas?

Em barracas de frutas orgânicas, é melhor selecionar frutas muito maduras . Escolha produtos sazonais, ou para produtos exóticos, frutas transportadas por barco. Você pode estocar em lojas orgânicas, no mercado ou com o seu AMAP .

A economia de topo e anti-desperdício? Colete frutas que estão maduras demais para comer! Peça ao seu comerciante para colocá-los de lado para buscá-los no final do dia, gratuitamente ou a um preço com desconto. Você terá frutas que não são adequadas para o consumo humano, mas perfeitas para a sua máscara.

A máscara com o abacate para hidratar

A máscara de abacate é ideal para hidratar e restaurar a sua pele.

Ingredientes

  • 1/2 abacate
  • algumas gotas de azeite

Receita

Purê a carne de meio abacate, adicione algumas gotas de azeite e misture. Deixe por 15 minutos e depois enxague com água fria ou morna.

A máscara de banana para nutrir a pele seca

Se você tem pele seca, opte pelas propriedades nutritivas das bananas.

Ingredientes 

  • 2 bananas
  • uma colher de mel

Receita 

Esmagar ambas as bananas, você pode adicionar uma colher de mel, se desejar. Aplique este creme diretamente no seu rosto limpo. Deixe por 15 minutos, em seguida, enxaguar com água limpa.

Máscara de limão para gentileza

Sua pele está misturada ou um pouco seca  ? Amoleça com limão e mel!

Ingredientes

  • 1 gema de ovo
  • 2 colheres de chá de mel
  • 1 colher de chá de suco de limão

Receita

Misture a gema de ovo, as duas colheres de chá de mel e o suco de limão em uma tigela. Coloque a mistura diretamente sobre o rosto limpo, deixe por 15 minutos e enxague com água.

Framboesa para tonificar a pele oleosa

Farinha, ovo e framboesas: prometido, não são ingredientes para um bolo mas sim para uma receita de máscara à base de framboesas para pele oleosa.

ingredientes

  • 1 colher de sopa de farinha de trigo
  • 1 colher de chá de suco de limão
  • 1 ovo
  • 1 dúzia de framboesas

receita

Misture as framboesas. Em uma tigela, misture o trigo, suco de limão e ovo. Em seguida, incorpore as framboesas mistas. Chicote até ficar homogêneo. Coloque o rosto limpo por 20 minutos e depois enxaguar com água fresca.

O sexo ocasional seria benéfico para a auto-estima, desde que seja óbvio para acomodá-lo, conclui este estudo americano e, especialmente, quando você se sente fisicamente forte e que se é um pouco narcisista. Suas descobertas, publicadas na revista Social Psychological and Personality Science, não devem obscurecer medidas de proteção, como preservativos, contra gravidez indesejada e infecções sexualmente transmissíveis (DSTs).

O sexo ocasional já foi documentado para efeitos negativos, como aumento do risco de depressão e ansiedade , e até mesmo um aumento do risco de ataque cardíaco  ! Mas aqui os pesquisadores se concentraram no bem-estar geral associado ao sexo ocasional entre os estudantes, para quem a prática se tornou uma experiência normativa entre os jovens, levantando preocupações sobre a prevenção. Aqui, os pesquisadores examinam a influência de uma personalidade ocasionalmente orientada para o sexo no bem-estar psicológico (auto-estima, satisfação com a vida, depressão e ansiedade). Um resultado surge, as poucas diferenças nas conclusões segundo o sexo.

Pesquisadores da Universidade de Cornell e da Universidade de Nova York acompanharam 371 estudantes norte-americanos solteiros por nove meses, avaliando sua “sexualidade” ou orientação sexual e seu impacto no bem-estar. sentiu depois do sexo.

É tudo sobre orientação sexual e social: Os pesquisadores estão, portanto, interessado em suas vidas sexuais, os seus estados emocionais (auto-relato), sua orientação sócio-sexual cujo sexo prática sem sentimentos. Compreender que as pessoas com orientação social e sexual limitada são menos propensos a se envolver em sexo casual, e que aqueles com uma orientação social e sexual mais livre são mais propensos a praticar estes sexo casual e comprometer-se em uma sexualidade sem amor.

Finalmente, o sexo casual tem sido definido como qualquer atividade sexual com penetração (vaginal, oral ou anal) fora de qualquer relação sentimental estabelecida.

O bem-estar psicológico dos participantes foi avaliado no início e, em seguida, semanalmente, depressão, ansiedade, auto-estima e satisfação com a vida foram avaliados regularmente com escalas estabelecidas.

  

A análise conclui que o sexo casual pode melhorar o bem-estar geral , mas sob certas condições de orientação sócio-sexual. É lógico comentar os autores, que os efeitos do sexo casual dependem do quanto esse comportamento está em harmonia com a personalidade e o propósito da vida. Simplificando, as pessoas que gostam de sexo casual gostam de satisfação e bem-estar.

especificamente,

  • 8,5% dos jovens que completaram o estudo têm sexo ocasional,
  • Entre esses jovens, 35%, pelo menos uma vez por semana,
  • O tipo de “sócio-sexualidade” determina o efeito do sexo casual no bem-estar,

 

A mídia tem um impacto sobre a percepção do nosso corpo, a vergonha que sentimos e a auto-estima. Um estudo realizado com estudantes de espanhol em 2011 sugere que as imagens veiculadas pela mídia têm mais impacto sobre as meninas do que os meninos. As meninas tendem a fazer mais reclamações sobre seus corpos e querem se parecer com os modelos com os quais são apresentadas. No entanto, os meninos também são afetados, procurando se assemelhar aos modelos por meio do esporte (Calado, 2011).

No entanto, a auto-estima e a vergonha do próprio corpo têm um grande impacto na satisfação sexual. A imagem que temos do nosso corpo influencia nossa sexualidade e a satisfação que resulta disso.

De fato, nas mulheres, distrair-se com pensamentos físicos durante a relação sexual pode diminuir o nível de excitação sexual, lubrificação, abandono, desejo, prazer sexual e a frequência de orgasmos. Enquanto uma auto-estima positiva irá melhorá-los. Um estudo realizado por Hopkins (2010) entre as mulheres 30 a 50 anos mostrou que aqueles com os mais altos níveis de satisfação sexual foram aqueles com alta auto-estima, imagem corporal positiva e alguma garantia sobre a sua experiência sexual. Além disso, a satisfação conjugal de ambos os parceiros é muito melhor quando a mulher é sexualmente atraente (Meltzer, 2010).

Muitos homens vem enfrentando problemas sexuais  nos dias de hoje e muitas vezes a culpa de isso acontecer é o stress que o ser humano acaba enfrentando no dia a dia então nós do site da vida saudável preparamos algumas dicas bem interessantes pra te ajudar caso você esteja enfrentando este problema e vamos te  mostrar que esse problema não é nenhum monstro de sete cabeças.

São 4 dicas muito importantes que parecem simples mas vão fazer maravilhas para sua vida sexual para que o stress não seja mais o grande vilão da história:

1 – Concentre-se nas preliminares

Tomando o seu tempo não deve ser chato. Se você se apressar, ficará nervoso.

Você pode acalmar seus nervos, passando algumas noites com foco nas preliminares com um novo parceiro . Não se preocupe. Concentrar-se nas preliminares lhe dará a oportunidade de conhecê-la melhor (e seu corpo), o que lhe dará mais confiança.

Lembre-se de que você é mais propenso a dar o seu orgasmo com os dedos ou com a língua do que durante o próprio ato sexual. Ela não vai culpá-lo por mudar seu ritmo.

2 – Considerar seriamente o seu desejo de fazer bem

Se você ainda não está convencido com o meu conselho de desacelerar, aqui está outra razão para ter cuidado: se você se apressar, há mais chances de você ter problemas de desempenho.

Eu trabalho com muitos homens que têm problemas de desempenho. Uma das coisas mais fascinantes é que elas nunca são constantes. Alguns homens experimentam isso em algumas situações e não em outras. Meus clientes notaram que, quando seguiam meu conselho dizendo-lhes para diminuir a velocidade e conhecer uma mulher antes de dormir com ela, eles tinham muito menos problemas. Eu peguei seu olho, certo?

3 – Considere suas expectativas …

Faça a si mesmo as seguintes perguntas: O que exatamente “desempenho” significa para você? O que você espera de você na cama?

Um dos exercícios que faço com meus clientes é pedir que eles listem suas expectativas sexuais de si mesmos. Você pode fazer a mesma coisa. Faça uma lista do que você acha que deveria fazer na cama. Anote tudo o que vem à sua mente.

Então pense sobre o que você escreveu. Essas expectativas são realmente razoáveis? Você diria ao seu melhor amigo que ele deve ter essas mesmas expectativas? Você espera o mesmo do seu parceiro? Às vezes, considerando objetivamente as suas expectativas, pode ajudá-lo a perceber quão ridiculamente altas elas são.

4 – … e encontre-se nos outros

Eu também trabalho com muitas mulheres. Estamos falando sobre o que eles realmente querem do parceiro durante o amor . Foi o que aprendi: eles não querem que você seja uma máquina. Mesmo durante atos sexuais casuais, as mulheres tentam sentir algum tipo de conexão com o parceiro. Eles querem se divertir. Eles querem saber que você se importa com o prazer deles. Eles querem sentir que você está lá com ela. Eles raramente (ou nunca) falam de desempenho perfeito.

Essas expectativas parecem mais atingíveis do que aquelas que você tem de si mesmo? Se você puder mudar de ideia sobre suas expectativas, seu nervosismo diminuirá drasticamente.

Diabetes afeta hoje quase 3 milhões de franceses. Entre as complicações, a disfunção erétil é raramente abordada, embora possa afetar a qualidade de vida e o manejo. Nosso site fez um balanço com o Dr. Pierre Desvaux, andrologista e sexólogo.

Diabetes é uma das principais causas de disfunção erétil. Não menos de um diabético em três seriam afetados entre 20 e 60 anos por este problema 1 , muitos não se atrevem a falar. No entanto, cuidados eficazes estão disponíveis.

Diabetes e disfunção erétil: o problema não está na cabeça!

Quais são os links reais entre diabetes e disfunção erétil? Embora há muito se pense que os problemas psicológicos possam estar na origem desses problemas íntimos, sabemos agora que causas orgânicas explicam esses elos, mesmo que o mecanismo na origem permaneça parcialmente misterioso. Várias hipóteses foram apresentadas:

  • O controle glicêmico inadequado pode bloquear um estágio da cascata de reações químicas mobilizadas da estimulação sexual para a ereção  . Esquematicamente, a hiperglicemia é acompanhada por uma menor liberação de óxido nítrico. Este passo é, no entanto, essencial para o aumento da concentração de proteínas GMPc essenciais para o relaxamento das fibras musculares lisas e, consequentemente, para a ereção. Ele é também suspeito diabetes é acompanhada por alta concentração sanguínea de uma proteína promover a vasoconstrição e, portanto, a inibição da ereção. “A diabetes pode causar vascular, ataques nervosos e hormonais Mas a causa principal é o tecido e metabólica. De um modo geral a libertação de óxido nítrico e menos do tecido do corpo cavernoso de qualidade mais pobre” resume Dr. Pierre Desvaux.
  • Finalmente, o diabetes tipo 2 é uma causa comum de hipogonadismo (diminuição da função testicular e, portanto, da produção de testosterona). O que irá reduzir a libido e a qualidade das ereções.

Um problema que não pode ser negligenciado

Se eles são misteriosos, essas ligações entre diabetes e disfunção erétil não são sem consequências. 70% dos pacientes acreditam que esses problemas sexuais afetam sua qualidade de vida. Eles até alteram o bom acompanhamento dos tratamentos: 43% dos pacientes que param o tratamento antidiabético motivam essa parada pela ocorrência de distúrbios da ereção. “É verdade para diabetes, mas também para hipertensão, depressão, colesterol … O paciente acha que o tratamento está na raiz dessa disfunção erétil e, portanto, vai abandoná-lo, enquanto ele Não há ligação entre os medicamentos para diabetes e esses problemas íntimos, por isso é particularmente importante abordar esses distúrbios íntimos para melhorar o investimento dos pacientes no controle do diabetes e na conformidade com a higiene. fatores dietéticos, que também são fatores determinantes na prevenção desses distúrbios “, diz o Dr. Desvaux. Finalmente, estudos recentes mostraram que a ocorrência de disfunção erétil pode constituir um marcador precoce de dano endotelial, que precede em poucos anos a ocorrência de

Dr. Desvaux argumenta que a busca por disfunção erétil deve fazer parte da lista usual de detecção precoce de complicações do diabetes. Mas, na verdade, 60% dos pacientes não mencionar a questão com o seu médico de 14% devido à falta de resposta ao seu médico.

Preservando a função erétil

Durante vários anos, a disfunção erétil se beneficiou de uma nova classe de drogas: os inibidores da fosfodiesterase-5. Se sildenafil foi o primeiro no mercado, vários estão agora disponíveis com diferentes durações de ação. Estes tratamentos foram avaliados em pacientes com disfunção erétil secundária a hipertensão , doença vascular, lesão nervosa, cirurgia pélvica ou diabetes.. Os resultados costumam oscilar entre 60 e 70% de sucesso, embora os pacientes diabéticos estejam entre os mais difíceis de tratar, pois seus distúrbios são muitas vezes multifatoriais. “Os resultados dessas drogas são mais satisfatórios à medida que a testosterona é normalizada, o nível de açúcar no sangue é equilibrado e as condições de ingestão são respeitadas (demora, retirada de uma grande refeição …). adaptado de acordo com os desejos do paciente “, diz o Dr. Desvaux. O principal sucesso desses indicadores drogas são, de facto relacionada com a ausência de complicações do diabetes e bom controle de açúcar no sangue. A primeira recomendação do manejo é encorajar o paciente a controlar sua glicemia (por meio de educação terapêutica, boa monitoração do tratamento, dieta balanceada e atividade física suficiente). “Em alguns casos, essas drogas podem ser ineficazes, por isso injeções intra cavernosas podem ser feitas”, diz o Dr. Desvaux.

Diante do desafio de administrar esses distúrbios, mais e mais diabetologistas estão abordando a saúde sexual durante suas consultas. Além disso, vários programas de educação continuada permitem agora familiarizar esses profissionais com esse tema. E se o seu médico não contar entre eles e sofrer destes distúrbios, não hesite em abordar a questão por si próprio.

Saúde sexual: Dicas inesperadas para aumentar a libido

 

A alta regular é útil para o estado psicológico e emocional, mas e se “não quiser”?
OLEG KOLESOV

Compartilhar:

Comentários: comments20
Existem vários truques agradáveis ​​que garantem a melhora do desejo sexualFoto: GLOBAL LOOK PRESS
Alterar tamanho do texto:

Lealdade e devoção a um parceiro é, obviamente, nobre. Mas, como mostrou o estudo de cientistas da Universidade de Turku, na Finlândia , é muito prejudicial para a libido feminina. Acontece que quanto mais tempo uma mulher vive com o marido, menos ela quer fazer sexo com ele.

Especialistas decidiram corrigir a situação – eles fizeram um código de sete regras que garantem o aumento da libido feminina.

MUDE O CHAMPANHE NO VINHO TINTO

Você decidiu ter um jantar romântico? Peça um copo de ” PinotNoir” ou outro vinho tinto. Talvez o vinho não seja tão bem lavado quanto um copo de champanhe dourado com bolhas, mas na sua libido funcionará da maneira mais maravilhosa. Aumentará o desejo e aumentará a produção de lubrificação vaginal.

Os amantes da libido “vermelha” são muito mais elevados do que aqueles que bebem outras bebidas de vez em quando ou não bebem nada. Isto foi demonstrado por um estudo publicado na revista Sexual Medicine .

Os cientistas acreditam que o segredo do vinho tinto está em seus polifenóis contidos – antioxidantes que expandem os vasos sanguíneos e aumentam o fluxo sanguíneo para zonas erógenas. Só é importante limitar um copo de vinho tinto, mais pode causar o efeito oposto e repelir qualquer desejo.

RELAXE NO SANGUE DA ADRENALINA

Substitua um passeio romântico na praia por algo mais extremo. Por exemplo, surfar. Após a explosão de adrenalina, você olha para sua alma gêmea, vestida com uma roupa de mergulho apertada, olhos bem diferentes. Isto é confirmado por estudos publicados na revista Archives of Sexual Behavior.

“Para galinha que você está fazendo algo emocionante, o seu batimento cardíaco se acelera, o sistema nervoso é ativado, um fio de cabelo como durante a excitação sexual “, – diz o Dr. Cindy Meston, pesquisador e co-autor do livro “Por que as mulheres têm relações sexuais.” Apenas não desperdice toda a sua energia em conquistar as ondas.

Como o estudo mostrou, a fidelidade é muito prejudicial para a libido feminina.Foto: GLOBAL LOOK PRESS

FAÇA SUA IOGA

Yoga não só dá flexibilidade ao seu corpo, como também aumenta sua libido. A tais conclusões vieram os autores do estudo, publicado na revista Sex and Marital Therapy . Acontece que a ioga permite que você conheça melhor seu próprio corpo e, portanto, explore sua sexualidade. Além disso, os exercícios de ioga garantem o fluxo de sangue para os pontos desejados, o que permite fortalecer o orgasmo.

O estudo foi dirigido a mulheres com problemas sexuais, mas o resto de suas descobertas também pode ser útil.

Afrodisíacos NÃO PADRÃO

Coma uma dúzia de ostras, organize uma exibição de filmes eróticos, faça uma massagem uns aos outros – todos esses conselhos práticos, mas ainda assim triviais, que você provavelmente ouviu um milhão de vezes. E talvez não apenas ouvido, mas muitas vezes eles próprios recorreram a eles. ” Mesmo que eles estejam agindo sobre você agora, chegará a hora em que você se cansará de tudo e tentará algo novo “, diz Irwin Goldstein , sexólogo do Hospital Alvarado, em San Diego.

Felizmente, a ciência descobriu alguns truques mais agradáveis ​​que garantem seu desejo sexual. Por exemplo, óleo de patchouli, gengibre, ginkgo biloba …

Substitua o champanhe pelo vinho tintoFoto: GLOBAL LOOK PRESS

KASAYTES AMIGO DE OUTRO “NÃO TEMPO”

O Dr. Goldstein argumenta que mesmo pequenos toques contribuem para um aumento acentuado no nível de ocitocina do seu parceiro, um hormônio que causa excitação e o desejo por intimidade física.

Mas para um efeito melhor, o toque deve ser espontâneo. Em resposta a toques inesperados, você será coberto por uma onda de ocitocina e outros neurotransmissores associados à excitação sexual. Então escolha os momentos certos para brincar.

PROCURE UM HOMEM EM VERMELHO

Acontece que a cor vermelha de fogo evoca um desejo apaixonado não só entre os homens, mas também entre as mulheres. Talvez mais ainda. Isto é certo cientistas da Universidade de Rochester .

“O vermelho é um sinal de status e poder “, explica o professor Andrew Elliot, um dos principais pesquisadores da universidade. Por estranho que pareça, peça-lhe para vestir uma camisa vermelha para um encontro. E você provavelmente quer arrancar dele.

“Em algumas posições eu tenho um pouco de dificuldade, e em outros, ele é o meu parceiro que tem o mal… há uma localização ideal ?”, pergunta um leitor. A resposta do Dr. Catherine Solano, médico, sexólogo e andrologista.

Não há uma posição sexual melhor do que o outro em termos absolutos. O corpo humano não é uma máquina, e cada corpo é diferente. Assim, cabe a cada indivíduo, homem ou mulher, para explorar as posturas do amor para experimentar e descobrir as que fornecem o máximo de prazer. Não é possível responder sua pergunta dizendo : “Tomar tal postura, a diversão é garantida! Porque provavelmente a opção que eu colocar aqui e que é melhor ao meu ver, pode não se adequar ao seu corpo e suas zonas de prazer”

PARA OUVIR O SEU CORPO

A dor durante a relação sexual pode ter uma causa médica. Assim, é necessário falar com o seu médico. Mas, além dos problemas médicos, também pode ser que você sinta dor, sem ser anormal. Nosso corpo é feito de modo que a postura pode ser desagradável, até mesmo doloroso, porque não correspondem à sua anatomia. Para os homens, a inclinação do pênis ereto é muito variável, para cima, para baixo, para a direita ou para a esquerda, e ele pode ser retas ou curvas. Resultado, certas posturas podem exercer significativa de tração no pênis, e isso pode causar dor.Ele é semelhante para a área vaginal. Esta anatomia, mesmo interna, não é semelhante para todas as mulheres. Assim, a mulher pode sentir dor na postura de estilo cachorrinho, outra no amazonas, para que este não é necessariamente um defeito. Para aumentar o tamanho do seu pênis basta fazer uso do produto Libid gel que esta melhorando a vida sexual de muito homens pelo Brasil.

Além disso, eu posso recomendar-lhe uma coisa : ouça o seu corpo. A dor é um sinal de alerta, o que significa que algo não é para você.

JOGAR AMBAS AS POSIÇÕES E OS MOVIMENTOS

Para aumentar o prazer pela escolha de uma posição, começar observando o que você sente. Pensar sobre a postura, mas também o movimento e excitação externa. Deixe-me explicar. Uma postura que pode estimular as zonas erógenas do ativo. É, no entanto, não é a única forma de diversão. A modalidade de movimento de vai-e-vem, também contribuiu para tornar a diversão. Uma postura, ao invés de ” bah ” a priori, pode se tornar muito emocionante se você escolher pode-ser movimentos são muito lentos, ou melhor, rápido, ou mesmo os movimentos são muito rasa ou profunda… E o prazer pode ser mais intensa, com uma alternância regular destes tipos de movimentos. Por exemplo, três movimentos superficial e rápida, profunda e lenta.O amor é como a música, não é a masturbação, as notas que contam, mas também o ritmo ! E, além disso, qualquer excitação externa, isto é, tudo o que acontece durante esses movimentos de vai-e-vem de sua conta também. O que irá aumentar o seu prazer, ele vai ser talvez para ver o rosto do seu parceiro ou ouvir seus gemidos. E, para isso, certas posturas são mais adequados.

No total, quando falamos sobre a posição, é necessário pensar mecanicamente, é claro, mas também o movimento, e o ambiente erótico para montar a mais divertida.

TIPOS DE DISFUNÇÃO ERÉTIL

Com todo problema na esfera sexual, todo homem enfrenta toda vida. No entanto, se os casos isolados de ausência ou fraqueza de erecção pode ser causada pelo stress, a ansiedade ou a outras causas de natureza temporária, com normal (25% dos casos, e mais) incapacidade para executar relações sexuais para falar de tais doenças como a impotência. Dependendo da causa do aparecimento, os seguintes tipos de disfunção erétil ou disfunção erétil:

Psicogênica . Este tipo de disfunção erétil surge devido a problemas psicológicos: situações de estresse prolongado, neuroses, depressão, relações tensas com o parceiro sexual, discrepâncias entre a composição qualitativa e quantitativa da vida sexual às necessidades dos homens. Nos casos em que a impotência é causada por problemas psicológicos, o paciente retém ereções espontâneas e masturbadoras, mas os distúrbios libidinais adequados podem ser abruptamente erodidos.

Orgânico . Este tipo de disfunção erétil é causada por outra doença ou exposição ao corpo de fatores negativos (condições ambientais, maus hábitos). A impotência da natureza orgânica, dependendo da causa, pode ser das seguintes espécies.

  • Vasculogênico . Este tipo de disfunção eréctil visto no fundo do arterial e distúrbios veno-oclusiva, bem como o desenvolvimento de insuficiência cavernoso e as alterações associadas no corpo cavernoso, vasos sanguíneos e terminações nervosas do pénis. Com esse tipo de impotência, os homens gradualmente enfraquecem até o completo desaparecimento e ereções espontâneas e adequadas, enquanto a libido persiste.
  • Hormonal . Este tipo decorre da violação do grau de digestibilidade da testosterona, geralmente uma forma da doença ocorre em diabetes, síndrome de Pasqualini, doença pituitária Kushenga e outros homens endocrinopatias. Com a impotência hormonal, a diminuição da libido ocorre gradualmente.
  • Neurogênica . Este tipo de disfunção erétil ocorre como resultado de doenças da medula espinhal ou nervos cerebrais e periféricos. Com distúrbios espinais “altos”, espontâneos e aparecendo com efeitos táteis de ereção são preservados, com distúrbios espinhais “baixos”, ambas as ereções espontâneas e adequadas sofrem. A libido não sofre em ambos os casos.

Misturado . Tal impotência é causada por uma combinação de causas da disfunção erétil psicogênica e orgânica, por exemplo, uma doença crônica na combinação com problemas psicológicos. A sintomatologia da disfunção erétil mista combina os fatores de ambos os tipos.

Medicamentous . Esta espécie é separada em um grupo separado. A doença está associada ao uso de anti-hipertensivos, antipsicóticos, antidepressivos, antiandrogênicos, anti-histamínicos, medicamentos. Com a impotência da droga, ambas as ereções espontâneas e adequadas sofrem, a libido diminui.

 

Tamanho do pênis: o que conta para nós, mulheres?

Muitos homens são grandes defensores da frase “tamanho não importa”, mas as coisas não são exatamente assim, e a conversa com o post-a noite das mulheres da testemunha. Vamos deixar de lado as frases de circunstância, aqueles diplomática que nós meninas somos bem versado usar, tipo “o importante é que ele é bom na cama”, ou, “eu gosto do jeito que é”, ou o clássico “para mim, o tamanho não importa”, porque, mesmo se eles não estão em um relacionamento, de acordo com vários estudos, o tamanho do pênis importa e um pouco para o universo feminino, bom ou ruim. Sim, porque o fato de que eles são importantes, não significa necessariamente que um pênis grande é sempre mais apreciado pelas mulheres. Hoje falamos sobre isso, sem filtros, porque bom é que ambas as meninas que os meninos saber algo mais sobre o tamanho do órgão masculino e a forma como estes são importantes em um relacionamento. E o produto que esta salvando vários relacionamentos é o Libid gel.

O tamanho do pênis perfeito

Como você sabe, o tamanho do pênis variam de homem para homem, mas nos meios de comunicação, o órgão genital do macho tem a média de 6,5 a 10 cm com uma circunferência de 8 a 9 polegadas em repouso, e pode atingir um comprimento de mais de 20 centímetros (com uma circunferência de 13 polegadas) na ereção. De acordo com um gráfico publicado há algum tempo atrás, em revistas de mulheres, o ideal do pênis para as mulheres, medida na ereção o de 18,4 a 21 cm de comprimento e entre 15.8 e 16,5 centímetros de circunferência. O pênis é menos popular, no entanto, seria longa a menos de 12,7 cm, e com uma circunferência menor que 11,4 cm ou maior que 19. Temos a certeza de que, se qualquer homem está lendo isso, você já estará armado com uma régua, com a esperança de não cair na última categoria.

Tamanho do pênis: o que conta em um relacionamento?

De acordo com outra pesquisa realizada pela universidade de Ottawa, no Canadá, para nós mulheres, nunca é fácil falar sobre este assunto. Muitas vezes, mesmo entre amigos, nós nos sentimos desconfortáveis com a ideia de um confronto com o comprimento e a circunferência do pênis do parceiro. Mas, no final, o que há de errado com isso? Você acha que seu namorado nunca falar com seus amigos, seu desempenho sexual e como você para a cama? Supondo que, em suma, são ainda muito poucas as mulheres que estão a fazer perguntas e comparar o tamanho do pênis parece que as medidas de ter mais e mais relevância vai para a frente com a idade. Como o sexólogo Marinella Cozzolino, presidente da Associação italiana de Sexologia Clínica, declarou em uma entrevista com a República, “a consciência do valor do que o tamanho aumenta proporcionalmente à idade da mulher, ao contrário do que você poderia pensar que até algum tempo atrás. Muito jovens meninas, não deu o sexo com a importância que imaginar. Vivem, principalmente, no amor romântico e se gostar e são retribuídos pela sua realmente as medições não contam”. O sexólogo explicou como as meninas ainda estão muito focadas em si durante o ato sexual, sua aparência física, sem ter muitos termos de comparação, mas “ao longo do tempo, a situação muda. Principalmente, depois de quarenta anos, percebemos que a sexualidade pode ser separado do amor, e de fato muitas vezes é. Muito freqüentemente, depois de uma separação ou de uma desilusão emocional, o que você está procurando histórias de sexo e nesse momento ele descobre o valor das medidas do pênis e o diferente nível de prazer e diversão que eles podem dar. Além do fator de experiência, com prazo de vencimento, esta é a aparência física do sexo masculino também está ganhando importância, porque você vai perder muitos dos complexos e tabu, e você, tome cuidado com a busca do prazer”.